Dificultad técnica   Fácil

Tiempo  un día 8 horas 47 minutos

Coordenadas 3419

Fecha de subida 20 de abril de 2015

Fecha de realización abril 2015

  • Valoración

     
  • Información

     
  • Fácil de seguir

     
  • Entorno

     
-
-
190 m
13 m
0
14
28
56,42 km

Vista 2462 veces, descargada 61 veces

cerca de Torre Fundeira, Portalegre (Portugal)

O CAMINHO DO TEJO é um percurso GR (Grande Rota) linear, com cerca de 45 km, ligando Constância a Alvega, no extremo Este do concelho de Abrantes. O traçado, marcado nos dois sentidos, acompanha o rio Tejo e desenvolve-se maioritariamente em caminhos agrícolas e florestais de terra batida.
A paisagem é marcada pelos extensos campos agrícolas que ocupam os terrenos mais planos e férteis e por olivais e algumas florestas de sobreiros e eucaliptos nas encostas mais declivosas, assumindo-se nitidamente como uma zona de transição entre a Beira Baixa e o Ribatejo. A riqueza patrimonial denuncia a importância estratégica que o rio sempre teve ao longo dos tempos, materializada nas estações arqueológicas, edifícios de quintas, cais de acesso ao rio e outras edificações que aqui existem.

1ºDIA
Por se tratar de um percurso linear planeamos deixar o carro na localidade de Praia do Ribatejo e efetuar a viagem de comboio até à Barragem de Belver, local onde iniciamos o percurso. Na estação de comboio encontramos a sinalética do PR1 – Arribas do Tejo, seguimos o PR em direção à Barragem a qual atravessamos, deixando o PR1 viramos à direita, seguimos a estrada municipal por alguns metros até tomarmos um caminho de acesso aos campos em direção à margem do rio Tejo.
Percorrendo caminho de pé posto chegamos à estação de captação de água. Aqui o terreno passou a ser mais plano pelo que seguimos alguns trilhos de rodados existentes ao longo da margem do rio, do lugar de Léziria, até encontrar um caminho de terra batida que nos levou à Estação de Canoagem de Alvega (margem sul). Este é o ponto de início oficial da GR12. Subimos a rua de Santo António em direção à N118, a qual percorremos alguns metros para logo a deixarmos, seguindo a rota agora por um caminho de terra batida. Um ponto de interesse nesta etapa é a Ermida da Nossa Senhora da Guia, que fomos visitar, são 720 metros para ambos os lados…
O trilho segue serpenteando a linha de comboio, em constante sobe e desce, por entre olivais e algumas florestas de sobreiros. A nossa vista começa a alcançar as torres de refrigeração da Central Térmica do Pego, no lugar de Cavalheiros, o trilho contorna a central para o lugar de Calça Torta em direção à localidade do Pego, onde existe a possibilidade de abastecimento, bastando efetuar um pequeno desvio do trilho. Continuamos o percurso à cota do rio Tejo e já começamos a avistar o aglomerado populacional da cidade de Abrantes, bem lá no alto. O percurso continua por caminho de terra batida com plantações de vinhas nos terrenos que ladeiam o rio, para novamente entrar para o interior, em direção a Coalhos, onde atravessa grandes campos agrícolas que nesta altura do ano estão embelezados pelas papoilas e malmequeres… chegados novamente à N118, percorremos a sua berma ao longo de pouco mais de 1 km para chegarmos ao Parque Ribeirinho de Abrantes - Aquapolis, em Rossio ao Sul do Tejo. Este é o local de término da 1ª etapa, mas como planeamos a pernoita na Pousada da Juventude de Abrantes, depois de uma pausa na esplanada da zona ribeirinha para refrescar as gargantas, continuamos o trilho. Atravessamos o rio Tejo pela ponte da N2 para a localidade de Barreiras do Tejo, descemos à margem esquerda do Aquapolis e começamos a subir as ruas que nos levaram à Pousada da Juventude, local de término da nossa etapa.

2ºDIA
Para aproveitar o pequeno-almoço da pousada, que foi servido às 8:30h, iniciamos a etapa já passavam das nove horas, e foi sempre a subir, passando pela Igreja de S. João, seguimos até à fortaleza do Castelo de Abrantes que contornamos em direção à Igreja de S. Vicente. Do castelo é possível desfrutar de belas vistas para a cidade e para o rio.
Calcorreando as ruas do centro histórico e de seguida as largas ruas da parte nova dirigimo-nos para o Parque Urbano de São Lourenço e daqui para o lugar de Casal da Preta, onde é possível avistar do outro lado da margem Tramagal. O percurso faz-se sensivelmente à cota do rio entre vastos campos de cultivo. Passamos na zona limítrofe do pequeno aglomerado do lugar da Capela e chegamos a Rio de Moinhos, onde aproveitamos para fazer uma pausa para almoço no Café Central. Entre o que levávamos e as especialidades da região (empadas de galinha e queijadas) retemperamos forças para o resto do caminho.
Seguimos o trilho para o cais de acostagem de Rio de Moinhos, ai chegados percorremos alguns metros da margem norte do Rio Tejo, reparando que o percurso estava errado voltamos para trás e retificamos o caminho – tínhamos de subir aos campos de cultivo de cereais e percorrer a sua berma ao longo de alguns quilómetros, à nossa esquerda os caraterísticos canaviais e manchas de salgueiros e choupos, caraterísticos das zonas ribeirinhas, à nossa direita os vastos campos de cultivo. Voltamos a descer à margem do rio. Mais à frente voltamos a subir aos campos de cultivo até encontrar caminho de cimento que nos conduziu à zona ribeirinha de Constância (Parque Ribeirinho de Pomteze), local de término da GR12 e de interceção da GR33 – Zêzere. Aqui chegados, fizemos uma pausa para umas cervejas fresquinhas, o dia estava quente. Já com as gargantas humedecidas seguimos a GR33, acompanhando por alguns metros o Rio Zêzere, para junto ao Parque de Campismo de Constância subir para a ponte da N3 que nos permitiu passar para a outra margem. Finda a ponte viramos à esquerda e pouco depois cortamos à direita por um caminho de terra que atravessa o lugar da Portela, descemos até à margem direita da Foz do Zêzere, onde seguimos um trilho de BTT dos Ninjas do Tejo até à localidade da Praia do Ribatejo e à estação de comboio, onde, no dia anterior, tínhamos deixado o carro.

FICHA TÉCNICA
Datas de realização: 18 e 19 de Abril 2015
Desnível: 1.120 m positivos; 1.183 m negativos
Tipo de percurso: Linear
Distancia: 56,5 km
Etapas: 2 dias
Duração: 13:40 horas (marcha efetiva)

Dia 18 de Abril.
Etapa 1: Barragem de Belver-Léziria- Estação de Canoagem de Alvega-Ermida Nª Sr.ª da Guia-Cavalheiros-Calça Torta-Pego-Coalhos-Rossio ao Sul do Tejo (Aquapolis)-Barreiras do Tejo-Abrantes
Distancia: 32,3 km
Marcha efetiva: 7:25 horas
Alojamento: Pousada da Juventude de Abrantes

Dia 19 de Abril.
Etapa 2: Abrantes-Castelo-Parque Urbano S. Lourenço-Casal da Preta-Cardelas-Capela-Rio de Moinhos-Quinta da Légua-Parque Ribeirinho Pomteze-Constância-Portela-Praia do Ribatejo
Distancia: 24,2 km
Marcha efetiva: 6:15 horas

OBSERVAÇÕES:
O percurso oficial da GR12 Caminho do Tejo liga as localidades de Alvega a Constância, tem uma extensão de 45 Kms e por ser linear está sinalizado nos dois sentidos, podendo ser iniciado em qualquer dos locais referidos.

O percurso aqui apresentado tem inicio na estação de comboio da Barragem de Belver e termino na estação de comboio de Praia de Ribatejo totalizando uma extensão de 56,5 Kms. Optou-se por estas localidades por questões de organização do transporte, tendo utilizado o comboio para fazer a ligação entre Praia do Ribatejo e a Barragem de Belver.

Os troços entre a Barragem de Belver e a Estação de Canoagem de Alvega (parte inicial) e entre o Parque Ribeirinho de Pomteze (Constância) e a Praia do Ribatejo (parte final) não estão sinalizados sendo aconselhado a utilização de GPS.

5 comentarios

  • PicosAlpinos 26-may-2015

    Bom trilho, paisagens de extrema beleza e facilidade na pernoita (Pousada Juventude de Abrantes). Por ser uma trilha linear, a ligação de comboio entre o ponto de inicio e término facilita a logistica de transporte.

    Ha realizado esta ruta ver detalle

  • Foto de guillemjunyent

    guillemjunyent 10-jun-2015


    Olá, bom dia.

    Meu nome é Guillem Junyent

    O ano que vem eu pretendo fazer a estrada GR-12 E-7 em Portugal.

    Eu tenho as faixas de temas de Monfortinho Idanho Nova Fatima Lisbon e a sua uma Praia Ribatejo Bellver barragem faixa. Eu acho que as estradas de Idanho Nova Barragem de Bellver e a estrada à Praia do Ribatejo em Fátima não estão definidos, sabe?

    Se você tiver qualquer informação sobre essas estradas, eu seria de grande ajuda.

    Obrigado e desculpe pela confusão, desculpe não falar ou escrever o português, não sei como seria com o tradutor da Microsoft.

    Atenciosamente.

    Guillem Junyent








  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 20-jun-2015

    Olá guillemjunyent!
    Lamento mas não tenho as trilhas em falta.
    Boas caminhadas!

  • Foto de guillemjunyent

    guillemjunyent 21-jun-2015

    Gràcias.

    Bon Camí.
    Guillem

  • Foto de guillemjunyent

    guillemjunyent 05-jun-2016

    Hola el mes pasado he estado caminando el GR-12. En la etapa de Maçao a Abrantes, después de pasar el barragem de Belver no me fue posible coger el camino de la derecha que va a la estaçao de captaçao de aguas porqué el camino estaba impracticable y además estaba lloviendo intensamente.
    El paisaje de Portugal me gustó mucho, sus gentes más.
    Boas caminhadas

Si quieres, puedes o esta ruta